Exercício de escrita autobiográfica, Fundação Calouste Gulbenkian, Delegação de Paris, Outubro 2017

As casas eram todas feitas de pedra. Uma parede aí de uns sessenta a setenta centímetros, depois era rebocada normalmente. Pela parte interna, era feito uma segunda parede afastada da primeira uns dez centímetros por causa do frio.

António da Piedade Ribeiro, nascido em Porto de Mós, em 1947.

Desde que eu tinha mais ou menos cinco ou seis anos de idade eu já estava andando pelo mar, inclusive junto com os meus irmãos e meu pai. Os meus pais tinham arrastão.

António Alves da Rocha Guimbra, nascido em Espinho, em 1920.

A minha vinda para o Brasil foi para me livrar do exército. Não queria servir por causa da guerra colonial, já que poderia ficar até cinco anos no exército. Tentei ir para os Estados Unidos, mas não consegui, porque era muito difícil naquela época. E a minha opção foi vir para o Brasil.

António Hermínio Garcia da Rocha Lopes, nascido na Ilha Terceira, Açores, em 1944.
Exercício de escrita autobiográfica, Fundação Calouste Gulbenkian, Delegação de Paris, Outubro 2017
Alcides Fernandes Martins, nascido no Teixo, Caramulo, em 1954.
Exercício de escrita autobiográfica, Fundação Calouste Gulbenkian, Delegação de Paris, Outubro 2017
Acerca do Projeto

As histórias de emigração portuguesa constituem um património invisível da língua e cultura portuguesas que é evidenciado nas narrativas e histórias de vida dos emigrantes, através da recolha e análise de textos, depoimentos orais e performativos, entrevistas e rodas de conversa.

Aplicando metodologias colaborativas com recurso à escrita criativa, teatro bilingue, rodas de estórias, análise de repertórios linguísticos e memória social digital, pretendemos dar visibilidade às “biografias submersas” da longa e vasta história de emigração em português, convidando a um novo olhar sobre estas realidades.

Articulando pessoas e instituições culturais e académicas locais, propomos desenvolver uma pesquisa participativa em três comunidades da diáspora lusa (Brasil, EUA, França), com a potencialidade de se abrir a outras comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo.

Usando metodologias horizontais e participativas, abrimos o espaço digital “Na Ponta da Língua” (site e plataforma), para acolher todos os/as portugueses/as emigrados/as com interesse em partilhar a partir de qualquer outro país, os seus testemunhos pessoais, documentos e experiências de emigração (clicar em “Fale connosco”). Assim, para além dos nossos interlocutores de terreno, desafiamos o público em geral a enviar, através do site, material que possa contribuir para a edificação de um conhecimento aprofundado sobre as experiências concretas de emigração portuguesa, valorizando as expressões criativas e singulares dessa mesma experiência.

O material recolhido e arquivado na plataforma do projeto será posto ao serviço do ensino e preservação da língua e cultura portuguesa junto das comunidades da diáspora, com a colaboração dos alunos das colegas parceiras desta investigação em França (Universidade de Paris -Nanterre) e nos EUA (Universidade de Berkeley e Rutgers-Newark).

A metodologia do projeto articula passado, presente e futuro e contribui para o melhor conhecimento e valorização da emigração portuguesa na era digital, e para o interconhecimento de diferentes levas e gerações de migrantes portugueses. Cria ainda a possibilidade de colocar em rede membros de diferentes comunidades (em diferentes países de imigração), e entre as comunidades emigradas e Portugal (país e regiões de origem). A nossa ambição é a de usar as dimensões informativa, de interconhecimento, e pedagógica para a compreensão mais vasta e dinâmica da emigração portuguesa, articulando-a com as dinâmicas de revitalização e uso da língua e da cultura portuguesas na diáspora. 

Ler mais
Equipa
Deolinda Adão
UC Berkeley
Graça dos Santos
Université Paris Nanterre
Karen Worcman
Museu da Pessoa
Kimberly DaCosta Holton
Rutgers-Newark University
Atividades

Entre 16 e 28 de outubro 2017, realizámos três rodas de histórias com alunos da Professora Graça dos Santos da Universidade de Paris X-Nanterre. As rodas tiveram lugar no Departamento de Línguas Estrangeiras da Universidade de Nanterre, nas instalações da Fundação Calouste Gulbenkian de Paris, e na Casa de Portugal (Residência Universitária André de Gouveia, CIUP). Agradecemos a todas as pessoas e instituições envolvidas, pelo seu interesse, participação e apoio nestas atividades.

Pela mesma ocasião, Elsa Lechner fez uma apresentação do projeto num seminário de Master em Língua e Civilização Portuguesa, bem como junto do Grupo de Teatro Cá e Lá, a convite da Professora responsável, Doutora Graça dos Santos.

Entre 14 e 22 de Março Elsa Lechner estará na Universidade da California, em Berkeley, para apresentar o projeto e animar rodas de histórias da emigração portuguesa para a costa oeste dos EUA, junto dos alunos da Professora Deolinda Adão e contando com o apoio do Portuguese Studies Program da UCB.

Em finais de março e inícios de abril de 2018, será a vez da Universidade de Rutgers-Newark, onde Elsa Lechner realizá outras rodas de histórias com alunos da Professora Kimberly da Costa Holton. Todos os interessados em partilhar as suas histórias de emigração nos EUA além deste contexto universitário, poderão fazê-lo contatando diretamente a Doutora Elsa Lechner: elsalechner@ces.uc.pt, ou enviá-las através do site deste projeto.

Em Maio de 2018 (26 e 30 de maio) as Professora Graça Capinha e Clara Keating ministrarão dois cursos de formação avançada sobre escrita criativa da emigração e análise de repertórios linguísticos em contextos migratórios, no CES-Coimbra. Estes cursos são abertos a todos os interessados pelo tema da emigração portuguesa, de preferência com experiência direta ou indireta de emigração (filhos de emigrantes portugueses, ex-emigrantes, etc.).

De 1 a 10 de Julho 2018, Elsa Lechner estará em São Paulo para reunir com portugueses do Brasil, dinamizando uma roda de histórias e memórias da emigração no Museu da Pessoa. Todos os interessados em partilhar as suas histórias de emigração no Brasil poderão fazê-lo contatando elsalechner@ces.uc.pt ou através do site do projeto.

Na segunda quinzena de Julho (data precisa a anunciar), Karen Worcman do Museu da Pessoa, e Graça dos Santos de Paris-Nanterre, estarão em Portugal para realizar dois seminários sobre memória social digital e teatro bilingue com portugueses de França, respetivamente.

(data precisa a anunciar), terá lugar o colóquio do projeto (Lisboa ou Coimbra), contando com a presença de todas as colegas da equipa nacional e internacional. Este abrirá uma chamada para outros trabalhos feitos por colegas que não participam no projeto mas que trabalhem sobre emigração portuguesa.

Arquivo de Histórias

Disponível brevemente...

Fale connosco
Contactos

napontadalingua@ces.uc.pt

CES | ALTA
Colégio de S. Jerónimo
Apartado 3087
3000-995 Coimbra, Portugal

Tel. +351 239 855 570
Fax. +351 239 855 589

Parceiros

Apoios